quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Magic: The Gathering...Ajani Goldmane...

O Magic fez parte da minha vida durante uns anos.
Era a moda da altura e tive triliões de cartas que me acompanhavam em tardes lendárias com amigos e conhecidos a lançar feitiços, a invocar criaturas e a dizimar exércitos com os mais diversos sortilégios. Nunca fui grande feiticeiro!
Para além de espectaculares, isto de um jogo de cartas de estratégia fantástica enchia as medidas de todos aqueles que liam Tolkien, Moorcock, Howard, Le Guin, Brooks e etc...


Nesta altura, penso que só descobri Magic: The Gathering em meados de 1998 e depressa todos sonhavam com figuras destes jogos e com brinquedos alusivos às diferentes séries mas, só muito mais tarde é que se produziram figuras coleccionáveis de personagens do jogo.
O caso de Ajani Goldmane é um excelente exemplo de que mais vale esperar.
Em 2014 a Funko e a Gentle Giant Studios mostram ao mundo a linha Legacy de Magic: The Gathering, com 7 figuras espectaculares, articuladas e com personagens vindas directamente da expansão.
Este leão branco, com ar assustadoramente intimidativo atraiu-me a atenção e foi mais uma excelente aquisição.

Ajani é um Nacatl albino que provém de uma terra chamada Qasal, situada em Alara e onde sempre foi encarado como estranho por ter essa cor branca que o marcou como "a morte branca". Depressa descobriu que conseguia manipular Magia da Alma transformando-se num guerreiro fabuloso de habilidades únicas.
Existe uma história enorme em torno desta personagem, que acho que para já não vem muito ao caso, e que iria fazer com que este artigo tivesse muito para ler e pouco para ver.


A figura é espectacular!
Sólida, com articulação firme e de confiança (não fica solta) e os detalhes são muito bons.


Ajani vem com uma lança que é também uma espécie de machado e com uma espada.
Cada um destes acessórios tem detalhes muito bons e bem pensados, sendo que acrescentam em muito para definir também todo o historial e cultura da raça de Ajani.

A espada tem uma bainha para ser armazenada na cintura de Ajani e tem bons detalhes.
Aproveito para referir que a espada é quase impossível de colocar na mão direita da figura pois, os dedos estão juntos de tal maneira que só a muito custo consegui fazê-lo.
A articulação é razoável mas quase impossível de conseguir diversas posições, devido ao equipamento que tem (encontrando-se até debaixo do manto, que não se vê porque o manto não pode ser retirado, mas está lá!).


 Esta é uma das poucas figuras desta linha que está esgotada no site da Funko e que não tenho visto com frequência no mercados tradicionais (lojas principalmente).


Se o virem, comprem-no porque vale muito a pena.
É uma figura colossal e muito bem feita, embora não seja "perfeita".
Foi a única figura da série que comprei...quem sabe um destes dias apareçam mais personagens desta linha na minha colecção.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Leituras do Best...Playmobil #19...

Quando as aventuras em banda desenhada são demasiado caras e quando o gosto por Playmobil é grande, existe sempre mais uma revista todos os meses.
O número 19 vem com mais duas aventuras espectaculares no universo playmobil.


Na primeira aventura, acompanhamos Filipe e Miguel, dois operários de construção, numa aventura na obra que é também um caso de polícia.


Na segunda aventura viajamos até à Roma antiga e vamos acompanhar Gládio e Neptuno, dois gladiadores que planeia escapulir-se da vida que levam nas arenas.


O resto são passatempos, jogos, o famoso poster duplo e o brinde que vem com o tema da construção e é nada mais do que Filipe, um dos heróis da primeira história deste número 19.
Filipe vem com o seu Martelo Pneumático, dois cones de sinalização e vestido a rigor para o trabalho.

No próximo número as aventuras serão novamente em doze dupla e o brinde é um espectacular bombeiro...ficamos a aguardar!

domingo, 17 de setembro de 2017

New Adventures of He-Man...Terrapod...

As minhas memorias mais antigas sobre He-Man são de brincar com o meu irmão mais novo montando cenários e obstáculos por toda a casa, inventando reinos obscuros que ficavam em lugares estranhos da casa.
Personagens que se escondiam debaixo da cama, reinos tenebrosos debaixo da mesa da sala e a escuridão total do castelo de latas que ficava na sombria dispensa. Todas estas aventuras terminavam em batalhas épicas num pequeno pedaço de espaço do nosso quarto onde, em cima de uma tapete branco, se imaginavam neves eternas e um frio maléfico e aterrador.
Nestas aventuras era muito importante ter os veículos certos para viajar para a sala e da sala para o quarto, passando pelos longos corredores e obstáculos naturais ou inventados.


É principalmente por isso que os veículos de qualquer colecção de brinquedos são tão importantes numa qualquer brincadeira. Na altura, em plenos anos 80, não tinha este Terrapod pois a linha ainda não tinha sido criada mas, existiram outros veículos que superaram as distâncias imaginárias e os mais difíceis obstáculos da criatividade.


Terrapod é um dos veículos que tenho a certeza de que puxou pela imaginação de muitos. Fez as aventuras mais criativas de sempre e superou todos os obstáculos impostos por heróis e vilões da década de 90 e quem sabe mais além.
Este veículo é tão grande que supera em escala muitos dos veículos dos anos 80.


Dotado de uma capacidade simples de transformação, o Terrapod é uma máquina todo terreno com algumas características verdadeiramente diabólicas.
A garra que se projecta do veículo é algo de terrífico e o aspecto de tanque de guerra estranho vem dar-lhe uma certa beleza "Kitch" que acaba por ser verdadeiramente original.
O espaço do tripulante tem uma manete de controlo que mexe a garra e que instala qualquer figura da colecção New Adventures of He-Man.


 A capacidade de transformação de Terrapod é simples e dinâmica, apresentando ainda diferentes locais para encaixar figuras. Aquele enorme buraco no veículo serve também para encaixar ou outro veículo lendário desta colecção.


Com o Shuttle Pod encaixado no seu local este é mesmo um veículo de respeito. Um carro de combate como nenhum outro, especialmente se ficar de pé, tornando-se num gigante de quase 90cm de altura.
Dinâmica e solidez num veículo de brincar, com um design exclusivo e diferente de tudo o que tinha existido na linha de He-Man.
As figuras ficam ainda com mais locais de posicionamento, de acordo com a transformação.


O Shuttle Pod pode ser posicionado também no topo do Terrapod, onde pode até girar para encarar os desafios exigidos pelas diversas aventuras.


Montado desta maneira, o Terrapod ou Terraclaw, como também pode ser chamado na versão americana, será mesmo um dos maiores veículos da série New Adventures of He-Man.
Para além de ser enorme, tem esta possibilidade de aterrorizar os adversários com todas estas "transformações" e adaptações a outro veículo da série.
O Terrapod saiu para o mercado em 1989, logo com a primeira série de figuras New Adventures of He-Man. É um veículo que aparece na série de animação (logo no genérico de abertura quando He-Man corta a garra com a sua Power Sword) e nas aventuras de banda desenhada nos mini comics da série que vinha com algumas figuras e em outras publicações onde figuravam aventuras desta nova série.

Cena da abertura de New Adventures of He-Man

Página da revista Masters of the Universe Adventure magazine, UK.

Em resumo, este é um veículo de peso e que merece estar em qualquer colecção de Masters of the Universe. Não é fácil de encontrar, principalmente com a caixa original como é o caso deste que tenho na minha colecção, mas tenho a certeza de que será um dos mais apreciados veículos desta nova saga de He-Man.